Como Criar um Novo Perfil de Administrador em seu WordPress via FTP

Então você perdeu o seu login/senha de administrador do seu site WordPress?

Ou pior, seu acesso foi bloqueado por algum plugin que você instalou anteriormente?

Não me diga que você brigou com algum desenvolvedor contratado e o picareta, em retaliação, sabotou seu perfil de administrador?

Calma, sendo possível acessar os arquivos do seu site no servidor de hospedagem, a solução está bem próxima.

A primeira coisa a fazer é buscar as credenciais para o acesso à hospedagem via FTP. Você conseguirá essas credenciais no painel de controle do site da empresa que hospeda o seu site wordpress.

Se você não sabe como proceder, busque algum dos trocentos tutoriais que existem na WEB ensinando como acessar os arquivos de seu site via FTP. A Locaweb, por exemplo, tem um tutorial aqui.

Muito bem, agora que você acessou os arquivos via FTP, encontre a pasta do seu site (normalmente no diretório  ‘public_html’). Dentro dela, acesse a pasta ‘wp-content’, e, nesta, a pasta ‘themes’. Nessa última, você encontrará as pastas dos temas instalados em seu WordPress. Ache a pasta do tema que está ativado e, dentro dela, busque o arquivo ‘functions.php’.

Baixe esse arquivo para o seu computador e abra-o usando algum editor, como o ‘editor de texto’ do Mac.

Pois bem, ao final do arquivo ‘functions.php’, antes da tag de encerramento do php ( ?>) acrescente o código abaixo:

 function cria_novo_admin(){
 $login = 'seulogin';
 $passw = 'suasenha';
 $email = 'email@exemplo.com';

if ( !username_exists( $login ) && !email_exists( $email ) ) {
 $user_id = wp_create_user( $login, $passw, $email );
 $user = new WP_User( $user_id );
 $user->set_role( 'administrator' );
 }
 }
 add_action('init','cria_novo_admin');

Altere o código acima, substituindo ‘seulogin’, ‘suasenha’ e ‘email@exemplo.com’ pelos valores desejados, mantendo as aspas simples. Não se esqueça de usar login e email que ainda não existam na sua base de dados; do contrário, não irá funcionar.

Feito isso, suba o arquivo novamente para a mesma pasta (do seu tema) e … pronto!

Depois de testar o login e verificar que está tudo OK, você poderá fazer a operação reversa e deletar o código do arquivo ‘functions.php’, pois ele já terá cumprido seu papel.

Atenção: realize essa operação por sua própria conta e risco; mas com o devido cuidado, dará tudo certo.